Em São Paulo, retirada de passaportes deve aumentar na próxima semana

Imagem da Agência Brasília

A Polícia Federal de São Paulo disse hoje (28) que até a próxima segunda-feira (31) o órgão deverá receber mais lotes de novos passaportes. O documento voltou a ser emitido pela Casa da Moeda na última segunda-feira (24), após quase um mês de paralisação do serviço. Com orçamento insuficiente para atividades de controle migratório e de confecção das carteiras de viagem, a emissão foi suspensa no dia 27 de junho.

No último dia 19, o presidente Michel Temer sancionou lei para repasse de dotação orçamentária, em caráter extraordinário, de mais de R$ 102 milhões ao Ministério da Justiça, permitindo a retomada da confecção dos documentos. No período de suspensão, deixaram de ser emitidos no país 175 mil documentos solicitados no país.

Não há informação sobre o volume pendente em São Paulo nem previsão para que o serviço seja colocado em dia. Mas os primeiros lotes de documentos começaram a chegar na última quarta-feira (26) e a prioridade é atender os pedidos de urgência. Segundo a assessoria da PF, a emissão deve obedecer a ordem cronológica de solicitação. Em média, são expedidos por dia cerca de mil passaportes no estado.

Para obter o documento de viagem, o requerente deve agendar o pedido pela internet, preenchendo formulário com dados pessoais e pagando uma guia de recolhimento de taxa na rede bancária. Depois, basta comparecer na data marcada na unidade de atendimento escolhida para conferir documentos e registrar biometria.

Seis dias depois o documento será entregue, se tudo estiver correto. Em caso de urgência, a retirada pode ocorrer em até três dias.  As informações são da Agência Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*