Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

Educação
Terça-feira, 04 de Dezembro de 2018, 17h:05

aulas gratuitas / mt

Flor Ribeirinha abre novas inscrições para formar sementinhas

Claudiano Christ

Em ritmo de fim de ano e ações a todo vapor, o grupo Flor Ribeirinha abre o quintal para as primeiras vivências de um novo ciclo do "Semente Ribeirinha", projeto que oferece aulas gratuitas de siriri, dança típica da cultura popular do Estado, para crianças de 6 a 12 anos.

As turmas começam ainda em dezembro, nos dias 08 e 15 (sábados) e devem seguir no projeto até 2019. As inscrições são gratuitas, realizadas até o dia 7 de dezembro (sexta-feira) (no link https://goo.gl/forms/3hVTwgz9K8l23MJ23).

Os encontros serão realizados às 8h30 no quintal do Flor Ribeirinha, na tradicional comunidade São Gonçalo Beira Rio, com dinâmica dividida em dois momentos: o primeiro será de bate-papo “teórico” sobre a história do grupo, as premissas do siriri e cururu e das manifestações populares da cultura popular mato-grossense; a segunda será voltada para o primeiro contato com a dança.

“Esses primeiros encontros servirão para inserir as crianças no universo da cultura popular mato-grossense e, assim, consolidar a participação nas aulas do projeto em 2019”, explica o diretor artístico do grupo, Avinner Augusto.

O dançarino e instrutor destaca ainda que, a partir do ano que vem, as vivências devem contemplar, também, diferentes ritmos e técnicas, como o balé clássico. 

“Essa diversificação virá como formação complementar para que os alunos possam desenvolver a dança em sua totalidade”, explica. 

As aulas serão gratuitas para os alunos do siriri e os interessados somente na dança complementar pagarão uma taxa que será revertida para manutenção das ações do grupo.No dia 15 de dezembro (sábado), o grupo Campeão Mundial de Folclore encerra a primeira etapa de formação de pequenos dançarinos com a celebração de fim de ano, antes de saírem para as últimas apresentações de 2018 pelo Estado.

Prêmio Territórios

As ações do projeto Semente Ribeirinha são realizadas através do projeto “Quintal da Domingas – fazeres ribeirinhos da cultura popular”, contemplado pelo Prêmio Territórios, da Secretaria do Estado de Cultura (SEC). 

O incentivo tem por objetivo fomentar iniciativas transformadoras que envolvam comunidades de baixa renda a partir da oferta de atividades culturais e, assim, estimular a criatividade e promover a inclusão social.

O quintal da casa da ceramista Domingas Leonor, na comunidade de São Gonçalo Beira Rio, é um espaço tradicional de preservação do cururu e siriri e berço do grupo de dança Flor Ribeirinha.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.