Educação no trânsito reduz 29% dos acidentes graves

Foto: Agência Brasil/Central de Conteúdo/EBC

Entre o Natal e o Carnaval, o movimento nas estradas federais aumenta com o período de férias. Por isso, entre dezembro e fevereiro, os motoristas e pedestres precisam redobrar os cuidados para evitar que a época de festividades acabe em acidentes.

Nesse sentido, a Operação Rodovida da Polícia Rodoviária Federal (PRF) também intensifica as ações educativas para fortalecer a conscientização de quem usa as rodovias. A ideia é reduzir o número de ocorrências na comparação com a operação anterior, quando 973 pessoas morreram nas estradas.

Efetivo

Assim, mais de 10 mil agentes vão atuar ao longo dos quase 70 mil quilômetros de estrada do País para combater infrações. O foco das rondas e fiscalizações é na prevenção, e, por isso, nos trechos mais perigosos haverá exibição de vídeos para os motoristas enquanto esperaram o resultado da fiscalização.

Segundo balanço da PRF, as BRs 101, 116, 381, que cortam o Nordeste e o Sudeste, foram as que registraram maior número de acidentes ao longo deste ano: somadas, foram mais de 30,6 mil ocorrências, o que equivale a 35% dos acidentes em todas as estradas.

Infrações

Uma das infrações mais perigosas é a ultrapassagem irregular. Cerca de 4% dos acidentes são colisões frontais, e representam um terço das mortes no trânsito. A multa chega a  R$ 957,70. Ao todo, na Operação do ano passado, 66,7 mil foram autuados pela infração.

Em seguida, entre as ocorrências mais recorrentes ficou o uso de álcool na direção: 8,5 mil foram autuados pela infração. A multa é de R$ 2.934,70, e o motorista ainda tem a carteira de habilitação suspensa.

Outra falta que se repetiu nas fiscalizações foi a falta do uso de cadeirinhas para crianças, já que 4,7 mil autuados cometeram a infração. A multa cobrada é de R$ 293,47.

Além disso, 521,8 mil foram flagrados dirigindo acima da velocidade máxima permitida, que varia, em geral, entre 90 e 100 quilômetros por hora. Para coibir os acidentes e aumentar a segurança, 210 radares móveis serão usados pelos agentes. Dependendo do excesso, a multa pode chegar a R$ 880,41.

Campanha

A Operação Rodovida é realizada desde 2011 como um esforço integrado entre os ministérios da Justiça e Segurança Pública, Cidades, da Saúde e dos Transportes. Na operação do ano passado, as ações educativas resultaram na queda de 29% dos acidentes graves.

As informações são da Polícia Rodoviária Federal  e Agência Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*