Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021

Economia
Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2021, 09h:41

Rombo com juros supera R$ 1 tri

Setor público consolidado tem deficit recorde de R$ 703 bilhões em 2020

Fonte: Poder 360

Sérgio Lima/Poder360

O setor público consolidado –formado por governo federal, Estados, municípios e estatais– teve deficit primário de R$ 703 bilhões em 2020. O valor representa 9,49% do PIB (Produto Interno Bruto) do país e é o maior saldo negativo registrado na história.

Os dados foram divulgados nesta 6ª feira (29.jan.2021) pelo BC (Banco Central). Eis a íntegra (337 KB).

O rombo das contas públicas do ano passado foi 1.036% superior ao registrado em 2019, quando houve deficit de R$ 61,9 bilhões (0,84% do PIB). O governo federal estabeleceu que as despesas poderiam superar as receitas em até R$ 124,1 bilhões em 2020. Mas foi liberado de cumprir a meta fiscal depois que o Congresso aprovou o estado de calamidade pública decorrente da pandemia de covid-19.

As despesas da União cresceram no ano passado para o socorro aos Estados, às empresas e aos mais vulneráveis à crise sanitária. O governo adotou programas como o auxílio emergencial, que aumentou o nível de gastos públicos. As receitas caíram diante do menor nível de atividade econômica. A arrecadação teve o pior ano desde 2010.

 

 

Passe o cursor no gráfico abaixo para visualizar os valores: 

Só o governo federal teve deficit de R$ 745,3 bilhões em 2020, o que corresponde a 10,06% do PIB. Os governos regionais (Estados e municípios) tiveram superavit de R$ 38,7 bilhões (0,52% do PIB). As estatais tiveram saldo de R$ 3,6 bilhões (0,05% do PIB).

Os gastos com juros nominais do setor público consolidado somaram R$ 312,4 bilhões no acumulado do ano. A quantia representa 4,22% do PIB. O valor foi menor do que em 2019, quando atingiu R$ 367,3 bilhões (4,96% do PIB). A queda de 15% nas despesas se deve ao menor patamar da Selic, a taxa básica de juros, que passou de 4,5% para 2% ao ano em 2020.

Considerando as despesas com juros, o resultado primário teve rombo de R$ 1,015 trilhão em 2020, o que representa alta de 137% na comparação com 2019, quando o saldo negativo foi de R$ 429,2 bilhões. O valor de 2020 corresponde a 13,7% do PIB.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.