Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2019

Economia
Segunda-feira, 07 de Janeiro de 2019, 18h:40

saldo positivo

Poupança fecha 2018 com melhor resultado dos últimos cinco anos

Imagem da Agência Brasil.

Os depósitos na caderneta de poupançasuperaram os saques em R$ 38,260 bilhões em 2018. As informações, reveladas nesta segunda-feira (7), pelo BC (Banco Central), apontam para o melhor resultado da aplicação desde 2013.

No ano passado, o saldo positivo foi fruto de R$ 2,252 trilhões aplicados na caderneta e R$ 2,214 trilhões retirados. Com os números, o saldo atual de recursos alocados na poupança superava os R$ 797 bilhões ao final de 2018.

Semente em dezembro, a caderneta acumulou aplicações 14,606 bilhões maiores do que os saques e registrou o melhor saldo mensal do ano.

O resultado do último mês de 2018 foi impulsionado pelo depósito da segunda parcela do salário mínimo na conta dos trabalhadores brasileiros, que deveria ser pago até o último dia 20, data com maior captação líquida da caderneta em dezembro, de R$ 4,659 bilhões.

Por outro lado, as retiradas superaram as aplicações na caderneta nos dias 10 (-R$ 4,405 bilhões), 17 (-R$ 2,933 bilhões) e 24 (-R$ 3,310 bilhões).

Ao longo do ano, apenas os meses de janeiro (-R$ 5,201 bilhões), fevereiro (-R$ 708 bilhões) e outubro (-R$ 2,532 bilhões) tiveram mais retiradas do que depósitos.

Atualmente, a remuneração da de poupança equivale a 70% da taxa básica de juros, firmada em 6,5% ao ano, mais TR (Taxa Referencial).

A regra em vigor vale sempre que a taxa básica estiver abaixo dos 8,5% ao ano. Quando a Selic estiver acima dos 8,5% ao ano, a poupança será atualizada pela TR mais uma taxa fixa de 0,5% ao mês (6,17% ao ano).

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.