Defesa de Lula entra com recurso contra condenação de Moro no caso do triplex

Imagem / redes sociais

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu da decisão do juiz Sérgio Moro, que condenou Lula a 9 anos e meio de prisão, no caso que envolve um triplex no Guarujá.

No entendimento do Ministério Público Federal e do juiz Sérgio Moro, o triplex seria uma contrapartida paga ao petista por contratos obtidos pela empreiteira OAS com a Petrobras.

A defesa do ex-presidente alega, no entanto, que a acusação desconsiderou elementos de prova que mostrariam que Lula jamais teve a propriedade ou a posse do referido imóvel.

Os advogados defendem ainda que a sentença é “ilegítima” e afirmam não reconhecer a competência da 13ª Vara Federal de Curitiba, tampouco a imparcialidade do juiz Sérgio Moro, para a condução e julgamento do processo.

O ex-presidente deve ainda ser julgado em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Caso condenado pelo TRF-4, Lula pode se tornar inelegível, de acordo com a Lei da Ficha Limpa.  As informações são da RadioAgência Nacional.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*