Quarta-feira, 17 de Julho de 2019

Corrupção
Quarta-feira, 15 de Maio de 2019, 08h:02

MATO GROSSO

Prefeito Emanuel Pinheiro sabia do esquema na saúde, afirma vereador

Da redação Cuiabá

Reprodução Redes Sociais

O Vereador de Cuiabá Abílio Brunini (PSC), um dos principais nomes da oposição ao prefeito Emanuel Pinheiro, afirmou em entrevista concedida ao Portal Brasil Notícia, que a Senadora Selma Arruda está correta em suas acusações, já que de fato, inúmeros insumos estariam faltando em todos os hospitais da Capital.

O vereador, que em uma de suas visitas, constatou a falta de medicamentos básicos, chegou a ser expulso aos gritos pelo Secretário de Segurança Pública de Cuiabá, Alexandre Bustamante dos Santos.

Segundo Abílio, a corrupção na saúde, se fortaleceu na gestão do atual prefeito Emanuel Pinheiro.

“Esta rede de corrupção se estabeleceu em 2015, mas se fortaleceu muito durante a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro” disse.

Abílio afirmou ainda, que a atual gestão, fez vistas grossas em relação à corrupção, o que permitiu que grupos criminosos penetrassem ainda mais na secretaria de saúde de Cuiabá.

“A forma na qual o prefeito lidou com esta situação permitiu que isso acontecesse.” Afirmou o vereador.

Abílio diz ainda, que a CPI da Saúde levantou inúmeras provas que comprometeram o então secretário de Saúde Huark Correa.

Mesmo com as provas, o prefeito se negou a exonerar o ex-secretário de saúde, fato que somente se deu depois de pedidos de afastamento feito pelo Ministério Público Federal (MPF).

O vereador lembrou ainda, das filmagens envolvendo o atual prefeito de Cuiabá recebendo propina do chefe de gabinete e do ex-governador Silval Barbosa. Na ocasião, políticos foram filmados recebendo maços de dinheiro que supostamente seriam propina.

O prefeito Emanuel Pinheiro, que na época era deputado estadual, foi um dos filmados, e chegou a deixar cair maços de dinheiro do paletó. A denúncia resultou na CPI do paletó na câmara de vereadores de Cuiabá e tinha como objetivo, investigar a quebra do principio da moralidade por parte do prefeito. Porém, a CPI está parada na Câmara.

“Algumas pessoas falam ‘Será que o prefeito não colocou dinheiro da saúde no paletó? será que o prefeito não tomou a providencia de embolsar o dinheiro da saúde?’ até porque existe a Operação Sangria demonstrando que há atos de corrupção no governo Emanuel pinheiro”.

O vereador ressaltou ainda que: apesar dos esquemas na saúde terem começado na gestão anterior e ter havido a troca de pessoal, ainda são praticadas ações consideradas ilícitas, como por exemplo, o pagamento fora da ordem cronológica, compra direta com dispensa de licitação, desperdício e mal-uso de dinheiro público.

Abílio Brunini finalizou pedindo socorro às autoridades federais, para que ajudem a fiscalizar principalmente a questão da saúde em Cuiabá. Ainda segundo o vereador, essa é uma questão que afeta a saúde de todo o estado de Mato Grosso, já que os hospitais de Cuiabá recebem todo esses pacientes.

“Gostaria de pedir socorro a Senadora Selma Arruda que tem o poder de fiscalizar não só o dinheiro federal mas também atos de corrupção pelo Brasil principalmente da saúde da capital do estado de Mato Grosso, ajude a fiscalizar a corrupção no município de Cuiabá e nos ajude a levar isso para a Controladoria Geral da União (CGU), levar  isso para o Ministério Público Federal (MPF), porque enquanto não conseguirmos desmantelar estes esquemas de corrupção da saúde de Cuiabá.”

 

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.