Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

Ciência
Segunda-feira, 03 de Setembro de 2018, 15h:24

Mato Grosso

Conheça as lesões musculares mais comuns em atletas de fim de semana

Da Redação

Os dados mais recentes da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), realizada pelo Ministério da Saúde nas capitais brasileiras aponta que 40,6% dos cuiabanos praticam alguma atividade física nas horas livres. A pesquisa ainda informa que a prática de exercícios físicos é mais comum entre os homens, (47,7%), mas as mulheres não ficam atrás: 34,1% das cuiabanas praticam alguma modalidade. O especialista Marco Tsuno, médico radiologista musculoesquelético que integra o corpo clínico do Laboratório Cedic Cedilab, alerta para dois tipos de lesões musculares mais comuns entre os esportistas de fim de semana.

“Os estiramentos são mais associados a esportes de velocidade. As contusões também são muito frequentes, principalmente em esportes de contato”, complementa. É o caso do professor de educação física Rodrigo Mendonça, 36 anos, que além de fazer musculação, joga futebol nos finais de semana. Mesmo tendo conhecimento na área e realizando o aquecimento, Rodrigo sofreu recentemente uma lesão muscular enquanto jogava bola. “Senti uma dor intensa e a sensação de que o músculo estava se abrindo. Após realizar uma ecografia e uma ressonância magnética, descobri que havia sofrido um estiramento no músculo posterior da coxa”, contou. 

“A lesão muscular é caracterizada pela perda momentânea da função do músculo. Elas ocorrem quando a fibra muscular é estendida além da sua capacidade”, esclarece Tsuno. Vários fatores podem influenciar a ocorrência de problemas musculares. A falta de um aquecimento adequado, entretanto, é o maior vilão. 

DiagnósticoPara diagnosticar o estiramento, Rodrigo Mendonça foi submetido a exames de ecografia e de ressonância magnética. Tsuno explica que esses exames de imagem são solicitados pelo médico para auxiliar a determinar com precisão o local afetado. “Mesmo após o diagnóstico, o médico pode solicitar outras ressonâncias para acompanhar a cicatrização”, finaliza. 

Sobre o Cedic Cedilab

Atuante na área de medicina diagnóstica em Mato Grosso, o Cedic Cedilab possui mais de 20 anos de tradição na oferta das melhores soluções em exames laboratoriais e diagnóstico por imagem em um só local, garantindo conforto e conveniência ao paciente. São mais de três mil tipos de procedimentos oferecidos em seis unidades de atendimento em Cuiabá e Várzea Grande. Todos eles são garantidos e acreditados por programas como PALC (Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos) e o PELM (Proficiência em Ensaios Laboratoriais). Para mais informações acesse o site www.cediccedilab.com.br ou entre em contato com o Atendimento ao Cliente no (65) 3319-3319.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.