Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2019

Cidades
Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2018, 18h:12

em coma / mt

Piora quadro de jovem atropelado em frente a Valley

Olhar Direto

Reprodução/Instagram

A família de Ramón Viveiros, atropelado na manhã do último domingo (23), em frente à Valley Pub, informou na tarde desta quarta-feira (26), por meio das redes sociais, que o cantor sertanejo teve uma intercorrência em seu quadro de saúde e foi transferido para o Hospital São Matheus, para realização de uma ressonância magnética e de outros exames. O resultado já está com os médicos e deverá ser divulgado ainda na tarde de hoje. Ele segue em coma.

O vídeo foi publicado nos ‘stories’ do Instagram de Mauro Viveiros Junior, irmão de Ramón. O cantor havia sofrido traumatismo craniano e passou por uma cirurgia. Ele apresentava pressão no cérebro e estava com sinais vitais bons.


 
Segundo o irmão, Ramón foi transferido para o Hospital São Matheus, onde fez uma ressonância magnética e outros exames. Na sequência, ele retornou ao Hospital Amecor, onde permanece internado. “As informações desses exames ainda não foram repassados para a gente. Disseram que iam ser repassadas no horário de visita”, disse.
 
Ramon é filho do procurador de justiça Mauro Viveiros, que já foi Corregedor Geral e Procurador Titular da Procuradoria Criminal Especializada do Ministério Público do Estado de Mato Grosso.

Entenda o caso

Uma mulher, identificada como Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, 33, atropelou três pessoas às 5h50 da manhã deste domingo (23) na Avenida Isaac Póvoas, a poucos metros da faixa de pedestre, em frente à Valley Pub. Nesta segunda-feira (24), ela passou por audiência de custódia, pagou R$9,5 mil e foi liberada. 

Além de Ramón, também se feriu Hya Giroto Santos, 21, que segue internada em estado grave no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá. A outra vítima, Myllena de Lacerda Inocêncio, morreu no local do acidente.

Rafaela dirigia uma caminhonete no sentido bairro / centro quando atropelou as três vítimas. Ela ainda bateu em um Gol que estava estacionado. Quando a equipe da Deletran chegou, a condutora já estava detida na viatura da Polícia Militar. A equipe solicitou o teste de etilômetro à condutora, que apresentava sinais visíveis de embriaguez, porém, ela recusou-se a fazer o teste.

Diante disso, a PJC elaborou no local do acidente o auto de constatação de embriaguez da condutora da caminhonete, e a levou até o IML para realização do exame clínico. A equipe se deslocou até o Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, onde foi constatado o óbito da vítima Myllena de Lacerda Inocêncio.
 

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.