Quarta-feira, 30 de Setembro de 2020

Cidades
Terça-feira, 08 de Setembro de 2020, 16h:05

Eventual Apoio do Governador

Investigado, apoio de Reinaldo pode atrapalhar candidatos em MS, aponta O Globo

PSD de Marquinhos resiste em entregar vaga de vice na chapa

Fonte: Midia Max

Leonardo de França, Midiamax

O eventual apoio do governador de Mato Grosso do Sul (B), à reeleição do prefeito de Campo Grande,  (), pode atrapalhar a campanha do social-democrata.

Reportagem da edição desta terça-feira (8) do jornal O Globo destacou que Reinaldo foi indiciado em julho por suspeita de ter recebido R$ 67 milhões em propina da JBS.

B teria desistido, segundo o jornal, de lançar o deputado federal . Após receber o endosso de Marquinhos em 2018, Reinaldo se comprometeu a apoiar a reeleição do prefeito.

Os tucanos querem a vaga de vice na chapa, mas Marquinhos resistem em abrir o espaço, ainda conforme O Globo.

Outros estados

Essa situação se repete em outros cinco estados: Rio de Janeiro, Amazonas, Pará, Santa Catarina e Amapá.

Enquanto o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, enfrenta um processo de impeachment, o PSL se isolou e lançou o ex-secretário de estado de Comunicação, Gonzalo Pereira, à prefeitura de Florianópolis.

Após o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), se envolver em acusações de fraude em compras emergenciais, o partido desistiu de indicar a ex-secretária de estado de Justiça, Caroline Braz, para disputar a prefeitura de Manaus.

Em Belém, uma operação da Polícia Federal (PF), Helder Barbalho, criou um racha no . O partido pretende lançar o deputado estadual Gustavo Sefer, aliado de Barbalho. Mas devido às suspeitas, o deputado federal Eder Mauro vai entrar na disputa pela nomeação.

Na capital fluminense, a juíza Glória Heloiza Lima da Silva (PSC) segue candidata mesmo após o afastamento do governador Wilson Witzel. O chefe do Executivo estadual enfrenta também um processo de impeachment por suposto favorecimento a fornecedores na Saúde em troca de propina.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.