Domingo, 21 de Julho de 2019

Cidades
Terça-feira, 30 de Abril de 2019, 15h:38

MATO GROSSO

Hospital do futuro enfrentará transformações estruturais e de cultura, aponta presidente do IHF

Redação Cuiabá

Assessoria

Cuidar dos pacientes com excelência faz parte das atuais prioridades dos hospitais – que agregam o que há de mais especializado em termos de recursos humanos, ciência e tecnologia. No entanto, uma transformação se aproxima cada vez mais do setor da saúde como um todo e prevê mudanças na configuração dos hospitais do futuro.

 

É o que apontou o presidente da Federação Internacional de Hospitais [IHF, sigla em inglês], Francisco Balestrin – que também é presidente do Conselho de Administração do Colégio Brasileiro de Executivos da Saúde [CBEXs], durante palestra para gestores, no Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado do Mato Grosso [Sindessmat], em Cuiabá. A atividade, que ocorreu na noite desta segunda-feira (29.04), fez parte do lançamento do Capítulo Mato Grosso do CBEXs.

 

“Os hospitais têm como visão garantir eficiência na execução, segurança assistencial, qualidade na prestação do serviço, satisfação do médico, resolutividade da assistência e contenção de custos. No entanto, existem alguns impulsos para mudança – como a tecnologia, o envelhecimento da população, a questão da sustentabilidade da saúde de um país idoso [aumento na frequência de internações] e o fato de que estamos envelhecendo, mas sem resolver a saúde dos jovens”, ponderou Balestrin.

 

O executivo revelou vários possíveis cenários para o futuro dos hospitais, porém destacou que algo será crucial nesse processo: os novos papéis das lideranças médicas. “Os hospitais dependerão de profissionais capacitados para exercer a liderança em uma diversidade de áreas – que transitam pelo conhecimento técnico e do sistema de saúde, resolução de problemas, inteligência emocional, segurança do paciente até conhecimento em tecnologia da informação”, ressaltou.

 

Na ocasião, Balestrin também sinalizou alguns desafios que devem surgir com o futuro. “É preciso ter em mente o triplo desafio dos hospitais – o aumento de necessidades da população, a restrição de recursos e a mudança dos valores sociais. Assim como, o fato de que os hospitais serão conectados – além de menores e mais complexos –, existirão novos serviços e papéis profissionais, a inovação será centrada no paciente e o risco será compartilhado com os stakeholders, entre outros”.

 

CBEXs | MATO GROSSO – O CBEXs é o capítulo sul-americano do American College of Health Care Executives [ACHE], principal entidade associativa de gestores da área da saúde no mundo, que congrega mais de 45 mil associados e proporciona capacitação, benchmarking, desenvolvimento de estudos e pesquisas, entre outros benefícios aos seus afiliados. No Brasil, 10 Capítulos integram o CBEXs – que conta com mais de 450 associados.

 

Em Mato Grosso, a regional terá como presidente José Ricardo de Mello, que explicou que o Capítulo tem como intuito promover educação continuada para as lideranças do segmento da área de saúde e a troca de conhecimento sobre boas práticas em gestão, assistência, finanças, governança, regulação, negociação, comunicação e tecnologia.

 

“Esta será uma oportunidade para administradores de hospitais, clínicas, indústria farmacêuticas, planos de saúde e gestores em geral da área da saúde de se aprimorarem com os melhores executivos do país, que fazem parte do Colégio. Inclusive, em breve, teremos novas palestras com novos temas”, afirmou Mello, que também é diretor presidente do Grupo Santa Rosa.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.