Terça-feira, 23 de Abril de 2019

Cidades
Quinta-feira, 04 de Abril de 2019, 07h:43

MATO GROSSO

Assembleia de credores da Ric Comércio de Algodão é suspensa

Redação

Assessoria

A assembleia geral dos credores no processo de recuperação da empresa de fios de algodão Ric Comercio em Campo Verde/MT, que deveria ser realizada nesta quarta-feira, 03 de abril de 2019, em sua primeira convocação, foi instalada por presença de mais de 50% dos credores sujeitos a recuperação judicial e foi suspensa por aproximadamente 45 dias após parecer favorável de maioria dos participantes, segundo informações consta na ata da Assembleia.

A Assembleia Geral de Credores é momento em que os credores votam se aprovam, rejeitam ou modificação as formas e condições previstas no plano de recuperação judicial, e se torna o momento decisivo para o futuro do grupo. Nestes aproximados 30 dias, a estimativa da fabricante é concretizar as negociações com as instituições financeiras credoras.

Após este procedimento, deve ser realizada a votação final do Plano de Recuperação Judicial com os ajustes que precisam ser feitos.

De acordo com o advogado que conduz a recuperação judicial, Dr. Marco Aurélio Mestre Medeiros, sócio proprietário da Mestre Medeiros Advogados Associados, “as tratativas estão bem avançadas com os credores, inclusive algumas envolvem aporte de capital novo na operação da empresa, o que mostra a capacidade e confiabilidade do mercado na operação”

Medeiros ressaltou ainda “que a presença significativa dos credores em primeira convocação mostra a importância do processo para comunidade de Campo Verde, e que a suspensão se deu com o fim exclusivo de debater novas proposta aos credores financeiros dentro destes 45 dias”.

Nova Assembleia dos Credores da Ric Comercio de Algodão ficou para 14 de maio de 2019 as 9hrs na Cidade de Campo Verde e somente participarão os credores que constaram na lista de presença de hoje.

A companhia acumula dívida em torno de R$ 14 milhões de reais e ajuizou seu pedido de Recuperação em julho de 2018 em tramite perante a 1ª Vara Cível da Comarca de Campo Verde/MT, conduzido pelo juiz André Barbosa Guanaes Simões.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.