Quinta-feira, 23 de Maio de 2019

Cidades
Segunda-feira, 06 de Maio de 2019, 15h:20

SAPEZAL

Adolescentes mortas a tiros em lavoura tinham ligação com facção

Redação

SAPEZAL

As adolescentes de 16 anos, Marya Heduarda Magalhães Marçal e Taynara Inácio dos Santos, encontradas mortas em uma plantação de algodão de uma fazenda próxima a Sapezal, (distante 521 km de Cuiabá) na manhã da última sexta-feira (3), eram integrantes da facção criminosa Comando Vermelho.

 

Os corpos das duas jovens foram encontrados por funcionários da fazenda Tucunaré e já apresentavam estado de putrefação. Taynara estava grávida de quatro meses. “Nós já temos uma linha de investigação. Mas preferimos preservar as evidencia. Mas nós estamos tentando entrar em contato com uma pessoa que pode ajudar a esclarecer o crime. Mas essa pessoa sumiu da cidade, talvez por medo”, disse o delegado Valmon Pereira da Silva, que está à frente das investigações.

 

O delegado disse ainda que já ouviu alguns depoimentos, porém a lei do silencio vem imperado na cidade. “Ainda faltam os familiares que iremos ouvir durante essa semana. A principal dificuldade está relacionada à ‘lei do silêncio’. Pela forma como o crime aconteceu e por ter envolvimento de criminosos faccionados, as pessoas estão com medo de dar informações sobre o caso”

 

A polícia constatou perfurações na cabeça e nas costas das vítimas, ocasionadas por arma de fogo. Mayra e Tainara sumiram no sábado (27) quando saíram de casa por volta das 17 horas, desde então não haviam sido vistas. Familiares já haviam divulgado nas redes sociais o sumiço das duas jovens. “Elas foram levadas até aquela fazenda para ser mortas”, afirma o delegado. A polícia apura, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a motivação e a autoria dos assassinatos.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.