Caesb investe em fiscalização para coibir gatos de água no DF

REPRODUÇÃO/FACEBOOK/CAESB

O barato pode sair caro. Este é recado da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) para as pessoas que estão fazendo ligações clandestinas para utilizar água. Só nesta semana, a companhia descobriu 40 irregularidades na rede de abastecimento.

Quem achou que estava na vantagem pode ter que desembolsar uma boa quantia em dinheiro para quitar os débitos.

O gerente de Vistoria e Fiscalização da Caesb, Geraldo Donizete, faz um alerta.

A água que foi utilizada de maneira indevida também será paga, mesmo que não tenha passado por nenhum medidor.

Quem for pego fazendo gato – ligação clandestina de água – também poderá pagar multa, que varia entre R$ 1.600 e R$ 72 mil. Além disso, a fraude no abastecimento de água também é registrada como furto e as investigações são conduzidas pela Polícia Civil. As informações são da RadioAgência Nacional/Central de conteúdo.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*