Ao menos 4 crianças e uma professora morrem queimadas em creche no interior de Minas

Reprodução

Estadão Conteúdo

Dezenas de crianças foram queimadas por chamas provocadas intencionalmente por um segurança no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, no município de Janaúba, no Norte de Minas Gerais, na manhã desta quinta-feira, 5.

O agressor identificado como Damião Soares dos Santos , de 50 anos, morreu no hospital, segundo o Corpo de Bombeiros. De acordo com a Prefeitura de Janaúba, Santos era funcionário havia 9 anos. Ele tirou férias de junho a agosto.

Ainda de acordo com a Prefeitura, Santos voltou de férias em setembro e alegou problemas de saúde. Hoje ele iria entregar o atestado médico para a diretora da creche, quando cometeu o crime.

Ao menos quatro crianças de 4 a 6 anos e uma professora morreram no local. O Corpo de Bombeiros contabiliza 22 feridos no total, sendo 9 deles em estado grave.

Uma das crianças mortas no incêndio provocado por um vigia na creche em Janaúba foi identificada como Ana Clara Ferreira da Silva, de 4 anos. Conforme informações da funerária da cidade, para onde foram levados quatro corpos. No Hospital Regional de Janaúba, para onde foram encaminhados feridos, não teria ocorrido nenhum óbito até o momento.

Depois de jogar material inflamável nos alunos e provocar as chamas, o vigia ateou fogo no próprio corpo, conforme os bombeiros.

No Facebook, moradores divulgam imagens da operação de resgate e também pedem doações de materiais ao hospital. Um helicóptero da Polícia Militar do Estado já está no local para encaminhar vítimas a regiões com maior estrutura. Aquelas em estado mais grave devem ser internadas no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, que é a unidade de referência do Estado para atendimento a queimados.

Nas redes sociais, moradores também divulgaram a informação de que o funcionário da escola havia sido exonerado do cargo e estava revoltado. Bombeiros relataram que ele tinha problemas mentais.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*