Domingo, 08 de Dezembro de 2019

Agronegócio
Terça-feira, 19 de Novembro de 2019, 15h:31

facções criminosas

Facções "miram" roubo de agrotóxicos

A suspeita é que algumas quadrilhas utilizam métodos sofisticados em suas ações, como drones para localizar agrotóxicos em fazendas.

Folha Max

O roubo de agrotóxico virou um dos maiores problemas de segurança em alguns estados. Como em MT, onde a Polícia Civil investiga a migração para essa atividade de assaltantes de bancos e grandes facções criminosas – entre elas, o Primeiro Comando da Capital (PCC).

A suspeita é que algumas quadrilhas utilizam métodos sofisticados em suas ações, como drones para localizar agrotóxicos em fazendas. O roubo alimenta o caixa das quadrilhas e cria riscos sanitários à população, já que os produtos estão sujeitos à adulteração.

Em entrevista à BBC Brasil, o delegado Flávia Stringueta, chefe da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil de Mato Grosso, diz que o alto valor dos produtos e a menor presença policial em áreas rurais explicam o interesse das quadrilhas.

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.